III ENCONTRO – Abertura

RELATOS DO III ENCONTRO

ABERTURA

Mesa: Mestra Joana, Estela Viana, Mãe Ofá, Ana Paula Guedes, Eliane Dias; mediadora: Glória Cunha

Baque Mulher, GUERREIRAS!!

Com nosso grito de paz iniciamos o III Encontro Nacional do Baque Mulher!

O I Encontro aconteceu aqui em Sorocaba, em 2016, o II Encontro no Recife, em 2017 e agora voltamos a Sorocaba para nosso III Encontro com essa mesa maravilhosa de abertura.

Uma breve apresentação de cada convidada:

Mestra Joana D’arc da Silva Cavalcante: impossível para mim apresentar nossa mestra porque ela me surpreende a cada dia, com uma incrível capacidade de aprender e de criar movimentos que influenciam tantas pessoas. É a primeira e até agora a única mulher mestra de apito, além de coordenadora, de uma nação de maracatu. É mãe e yakekere do terreiro Oxum Axé Deim, é mestra da Nação do Maracatu Encanto do Pina e a idealizadora, coordenadora, mestra e mãe do Baque Mulher e do Movimento Feministas do Baque Virado.

 

Estela Maria Vianna de Camargo: militou no movimento estudantil na década de 70; é olaboradora do Baque Mulher na escrita de projetos. Estela é psicóloga e trabalhou na Prefeitura de SP até 2014 em vários programas como Atendimento a População de rua, Planejamento familiar, Conselho gestor de saúde, Comitê de Mortalidade Materna entre outros. É mãe do Jota, sogra da Roberta e avó da Nina!

Mãe Ofa: Mam’etu Luijidi, conhecida carinhosamente como mãe Ofá, sacerdotisa de Candomblé de tradição Kongo Angola. É coordenadora da RENAFRO NÚCLEO SÃO ROQUE E REGIÃO, coordenadora do INTECAB NÚCLEO SÃO ROQUE E REGIÃO, presidente da AEDAB- ASSOCIAÇÃO DE ESTUDOS E DEFESA DA CULTURA AFRO E RELIGIOSIDADE ESPÍRITA DE SÃO ROQUE E Ativista do movimento negro.

Ana Paula Batista Guedes: tem formação técnica em Comunicação e jornalismo e graduada em Comunicação social com habilitação em Jornalismo. Formação em Oratória e Mestre de Cerimônia há mais de 29 anos. Formação em Dança afro primitiva e sua história e sua contemporaneidade. É cantora, faz parte do Coral Nagô que abrilhanta a abertura do Carnaval do Recife. Além disto é produtora de Eventos e ativista, feminista, militante. É de religião de Matriz Africana (Ebome) no Sítio de Pai Adão.

Eliane Dias: “militante e mulher negra em primeiro lugar”, assim ela se define. Eliane nasceu nos fundos de um barraco, morou na rua até os oito meses e começou a trabalhar ainda criança. Hoje é uma das principais vozes na defesa das causas negra e feminina do Brasil, e circula com desenvoltura entre políticos e artistas. Advogada, empresária foi coordenadora da unidade administrativa antirracismo da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, o S.O.S. Racismo. Junto do rapper Mano Brown, criou a produtora Boogie Naipe e hoje atua como produtora do maior grupo de rap do Brasil, o Racionais MC’s, É também colunista da revsita Marie Claire

 

Relato de Xandra, do BM de Florianópolis

Pedindo licença a toda ancestralidade iniciamos a mesa de abertura do III Encontro Nacional do Baque Mulher no Sesc Sorocaba e também nossa noite de aprendizados.

Com Estela aprendemos a pluralidade da palavra feminismo conjugando ele no plural e surfamos por suas ondas compreendendo que em cada luta ao longo da história está implícito o desejo das mulheres de serem o que quiserem.

Com Mãe Ofá e sua vivência no candomblé e junto ao Baque Mulher Sorocaba só reforçamos a idéia de que cada batida fortalece e expressa a religiosidade de nossas deusas e de nós mesmas

Com Ana Paula fomos além de um empoderamento como mero ajuntamento feminino sentimos o que a palavra nos convoca e entendemos a importância de estarmos juntas vivendo e nos reinventando a cada momento.

Com Eliane a provocação veio à tona: será que estamos prontas para arcar com nossas escolhas sem nos auto sabotar?

As respostas para tal questão são muitas mas com Mestra Joana e o sonho do Baque Mulher que vem transformando a vida de tantas principalmente das mulheres da periferia a resposta é família, união, espaço de escuta, de grito e de cuidados, muitas vezes dando passos pra traz pra avançar em busca de nossos objetivos.

Seguimos juntas e de mãos dadas neste primeiro momento repleto de emoções e lições, agradecendo e homenageando cada pessoa que contribuiu pra essa caminhada tanto presencialmente como espiritualidade.

_______________________

 

Depois da Abertura fomos para o jantar, confraternização e credenciamento no Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba.

As fotos da Abertura estão em álbuns no FACE do Baque Mulher https://www.facebook.com/MaracatuBaqueMulher/

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *